(941) 412-5414 info@hothouseoftruth.com

Cura na revelação


Se apenas conhecêssemos a glória da exposição...Se pudéssemos ver o benefício da exposição... Ninguém gosta de ser exposto, mas são aqueles que fogem da exposição que ficam expostos. São aqueles que se escondem ou colocam uma máscara que tem uma máscara para ser arrancada. “Obrigado, Deus, pela exposição! Eu quero ser exposto agora para não ter que ser mais tarde. Quero tirar a máscara agora para que não haja nada para ser arrancado depois. Se você não expor minhas raízes, eu não consigo me livrar dos meus frutos ruins! Eu não saberia o que me incomoda caso você não me expusesse!”

Há cura na revelação. Existem coisas dentro que causam efeito por fora e ao nosso redor. Tudo é questão de coração. Do coração fluem as questões da vida! A vida e a morte estão no poder da língua, mas até a língua fala com o coração.

O coração é enganoso, quem sabe seus caminhos? Nem mesmo você conhece os caminhos do seu próprio coração. Só Deus conhece o coração de um homem. Só Deus conhece o seu coração! Você não o conhece tão bem quanto Deus. Existem coisas em seu coração que nunca saberia, a menos que Ele as revelasse a você. É por isso que precisamos clamar por uma exposição! É por isso que precisamos clamar por uma forte convicção.

Os caminhos de Deus são superiores aos nossos. Seus pensamentos não são nossos pensamentos. Se eu não conheço os pensamentos de Deus, como posso saber se meus pensamentos estão alinhados com os Dele, a não ser que Ele me exponha? Como posso saber o que é Deus ou o que não é sem exposição? Precisamos levantar o tapete. Precisamos ver o que há debaixo das tábuas do assoalho. Existem muitas coisas que são óbvias e algumas que estão ocultas. Eu preciso expor o que está escondido, para que o que está oculto não controle o que é visto. Há um reino invisível e não posso vê-lo sem Deus o expor.

Eu não posso ver o rosto Dele sem uma exposição, a menos que o véu seja rasgado. Deus não saboreia o que os homens saboreiam. Precisamos saber o que Deus odeia e ama. Temos que saber até o que odiamos e amamos, às vezes não sabemos. Às vezes, realmente precisamos que Deus mostre e exponha as reais intenções do nosso coração, senão nunca veremos. Nossa mente pode cobrir tanto o coração que pensamos que nossas intenções são puras, mas depois que uma camada sobre a outra é removida, começamos a ver que há sementes e camadas escondidas.

É hora de parar de fugir da peneira. Precisamos pedir a Deus que nos peneire ou então o diabo nos peneirará. Deus quer nos separar da carne e do espírito. A carne é a sujeira e o Espírito é o ouro. Peneirar não é bom, mas no final, há glória. No final, o ouro consegue brilhar mais forte do que quando estava coberto de terra porque a terra o escureceu com a luz do sol. Ela o cobriu e sufocou o brilho do ouro.

No entanto, quando o ouro está polido, ele brilha. Precisamos ser peneirados para brilhar. Precisamos cortar o homem carnal do homem espiritual para que nosso homem espiritual brilhe com sua luz. Quando estou exposto pela luz, eu brilho com a luz! O brilho da luz é uma coisa boa porque o diabo não pode mais se esconder em você. O ladrão que age no escuro, durante a noite, é a carne que se esconde no coração.

O sistema religioso clama a Deus para que não seja exposto, mas aqueles que são separados clamam a Deus para expor seus corações ainda mais, para que sejam separados por Ele ainda mais. Eles clamam para que a espada penetre ainda mais fundo neles e corte as raízes ainda mais profundas para eliminar ainda mais os frutos ruins.

Precisamos parar de fugir da espada e começar a correr para ela. Mesmo no Antigo Testamento, a espada era necessária para circuncidar e agora nosso coração deve ser circuncidado de toda carnalidade, de toda carne. Precisamos levar a espada ao nosso coração e cortar todos os pensamentos e intenções do homem. Quem conhece o coração? Deus, Você conhece meu coração! Agora, por favor, mostre-o para mim! Revele-o para mim! Exponha-me! Para que eu possa ver a profundidade de minhas complicações, a profundidade das coisas que me prendem para que eu possa ser liberto!

Existe liberdade na exposição! Há cura na revelação. Eu nunca poderei ser curado, nunca poderei me arrepender, salvo que eu veja do que preciso me arrepender, bem lá no fundo de mim; do que preciso ser curado. Sim, você pode ver todos os frutos que aparecem do lado de fora, no entanto, o que está dentro, o que está nas raízes, é o que está produzindo esses frutos. Mas existem os caules e as sementes que estão no fundo do solo, e que não consigo ver, que produzem essas coisas na minha vida. Eu quero ver as coisas profundas em meu coração para que eu não seja impedido de ver as coisas profundas no coração de Deus.

Trate comigo, Deus, para que o diabo não possa roubar de mim. O laço do passarinheiro só tem poder sobre nós quando a semente da palavra ainda não entrou em nosso coração. Quando o solo está duro e a semente nunca o atinge, então os pássaros do céu chegam e a levam embora. A palavra de Deus é roubada do nosso coração. Eu preciso cultivar meu terreno. Eu preciso que ele seja arado até o fundo, para que Deus chegue ao fundo de mim. É quando eu chego ao fundo do poço que posso ficar em pé na rocha. A rocha está profundamente alicerçada no solo e é a mais sólida fundação. 

No espírito de Deus dentro de mim, no fundo do meu homem espiritual que vive além de toda a minha carne e carnalidade, no meu ser mais íntimo… é Nele onde está a liberdade. A água viva sai da rocha, do meu ventre, das minhas profundezas. Eu tenho que remover toda a sujeira, tenho que cultivar tudo até chegar ao fundo da rocha sólida para começar a viver de dentro para fora. Quero que cada parte de mim fique exposta, que tudo o que reste em mim seja Jesus Cristo, a rocha, minha fortaleza. Que quando chegar a hora de ser exposto, tudo o que seja visto seja Cristo.

Quero me expor agora no lugar secreto. Dessa forma, Deus pode me recompensar abertamente com a revelação de Cristo em mim. O que eu faço em segredo será revelado em público, será revelado pela luz. Não haverá mais segredos, tudo oculto será exposto. Aqueles que se expõem no secreto não terão que ser expostos publicamente. Não se esconda de Deus. Corra para Ele! Não fuja da cruz - corra para ela! A cruz pode parecer morte, mas essa morte vai produzir vida! Porque o próximo passo é a ressurreição da vida.

Você nunca pode ser curado de algo a menos que veja o que está causando esta ferida. Quando vemos a raiz do problema é quando enxergamos a causa dos frutos ruins. O arrependimento arranca o mal pela raiz porque o verdadeiro arrependimento traz verdadeira libertação. Eu quero ser totalmente entregue. Eu quero ser curado, mas tenho que ser revelado (exposto) primeiramente. Nós, como Corpo de Cristo, precisamos começar a clamar a Deus para expor nosso coração. Para que sejamos puros, para que vejamos nossas impurezas e para que nos afastemos delas. Agradeça a Deus pelo fogo porque ele traz nossas impurezas ao nível da superfície. Ele me mostra o que há em mim. Ele me mostra o que ainda me domina. Somente através do fogo, posso deixar o libertador vir e me libertar.

Nós nos perguntamos por que às vezes somos tão cegos, mas a Bíblia diz que bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus. Se eu quiser ver, tenho que ser puro. Quanto mais puro sou, mais vejo. Eu quero ser puro, então tenho que me livrar das coisas impuras. A impureza é como a névoa que embaça meus óculos.

O caminho para a pureza é o de se desfazer de nossa impureza! O orgulhoso nunca verá. O primeiro passo é tirar a venda do orgulho que diz que está tudo bem e cheguei onde devo chegar. Se pensamos que chegamos neste patamar, precisamos de mais libertação ainda. Achamos que nos entregamos de uma vez a Ele e que estamos bem. Isso é orgulho. Estamos sendo transformados dia a dia, renovados dia a dia. Todos os dias trocando a carne pelo espírito. Colocando nossa carne no altar e em troca, recebemos fogo do céu.

Precisamos estar dispostos a ver o que há de bom, de ruim e de feio em nós. Quando estamos dispostos, a venda é retirada e a luz é acesa. A morte do próprio eu dói, mas até mesmo Jesus teve anjos fortalecendo-o para ir à cruz. Deus fortalecerá aqueles que pedem por força. Ele ungirá sua cabeça para o seu próprio funeral. Ele ungirá seus pés para caminhar até a cruz e suportá-la. Unja nossos pés, Pai, para que nossos pés permaneçam na estrada estreita!

Suporte o derramamento do óleo sobre você, e suportará a morte. O óleo o ajudará a resistir à dor. A unção nos ajudará a morrer para nós mesmos. Paulo disse para matar as obras da carne através do Espírito. O Espírito de Deus é nosso ajudador em momentos de dificuldade, em momentos de necessidade, e Ele estará lá nos momentos de morte para que tenhamos vida!

Sempre tentamos cobrir nosso coração ou reter algo que sai dele, mas não podemos mais esconder ou reter as coisas. Precisamos deixar que seja exposto para que o que precisa morrer, morra. Precisamos deixar que sejamos revelados para que Deus possa desobstruir nosso solo. Precisamos pedir uma exposição de nosso coração. É trabalho de Deus expor. É seu trabalho se arrepender. Até mesmo Jesus disse para produzir frutos dignos de arrependimento. Não se prepare para fugir, prepare-se para se arrepender, para que Ele possa erguê-lo para o enviar.

O pecado nos fere, Jesus nos cura. O sangue o torna branco como a neve. Há cura na revelação. Que tudo seja revelado para que tudo possa ser curado.

Por Joe Pinto


Comments (0)


Add a Comment





Allowed tags: <b><i><br>Add a new comment: