JULGAR SIM


 JULGAR SIM | POR- SHANE W. ROESSIGER

“Não julguem!” Este é um dos versos preferido de muitos, os que as pessoas mais gostam de usar. Porém, aqueles que usam este verso o tempo todo, são os que estão em condenação na maior parte do tempo. Interessante, pois até mesmo a maioria dos incrédulos - em todo o mundo - conhece esta parte da escritura. Porém, muitos não percebem que este mandamento de “Não julgar” aparece na Bíblia apenas duas vezes, e a ordem para “julgar” consta na Bíblia mais de 200 vezes; e a palavra “julgamento”, aparece mais de 400 vezes. As pessoas adoram citar Paulo, mas não gostam de citar Jesus, contudo, elas adoram citar este versículo. No entanto, nós precisamos do conselho completo da Sua Palavra. As pessoas amam a parte do “não julguem”. Outro versículo favorito é “Deus amou o mundo”. A Bíblia é grande, ela possui uma riqueza infinita de sabedoria, nós não podemos dividir a Palavra apenas com uma citação específica.

Paulo disse: “Se alguém pregar outro evangelho, que este seja amaldiçoado”. Então, Paulo julgou a todos nós sobre o tipo de mensagem que pregamos. Como alguém pode reconhecer outro evangelho a menos que a pessoa preste atenção em quem está pregando? Até o pregador precisa ser julgado/discernido: “Ele anda em Santidade? Ele anda de mãos dadas com o mundo? Há mistura no estilo de vida dele? Então, as pessoas prometem instalar uma cafeteria em sua igreja com um bom café, uma mensagem edificante e uma vaga de estacionamento quando você for visitar. As pessoas são atraídas aos prédios das congregações por coisas assim. Infelizmente, milhares de ovelhas estão bebendo desta fonte, e as pessoas me dizem: “Não julgueis?” Como eu não posso julgar? Então, agora para ser um ministro, eu preciso parecer legal com um jeans skinny e uma tatuagem? caso contrário, eu não irei atrair pessoas para Cristo? Hoje, a mensagem mais procurada e pregada é a mensagem edificante, mas Deus nos diz para pregar o Evangelho.

As pessoas cometem um grande erro pensando que julgar é o mesmo que condenar as pessoas, mas não é. Isso é discernir, é testar; é julgar o certo e o errado. O tipo de julgamento que Jesus nos disse para não fazer, é o julgamento que dá a sentença final. Pois, ou este julgamento virá de uma pessoa cheia de autojustiça ou ele virá da carne. Jesus nos disse que, se julgarmos, julguemos todos corretamente.

Você pode discernir um lobo em pele de ovelha? Esse é o tipo de discernimento que devemos ter. Um homem fará com que você se sinta bem ao pecar, mas não haverá arrependimento. Quando Paulo pregou, as pessoas realmente foram salvas. Salvas por causa da convicção do Espírito Santo. Muitos prometem uma vida abundante e dizem para não julgarmos. Mas não há vida abundante vivendo em pecado ativo, sem a cruz e sem a submissão ao Espírito Santo. Muitos já estão percebendo que isso não é real. Eles olham para suas vidas e não estão satisfeitos, porque estão vivendo as escrituras fora de contexto. Isso não é o Evangelho. Muitas pessoas julgam pela carne, mas nós devemos julgar pelo Espírito. As coisas de Deus são reconhecidas pelo Espírito de Deus. Nós devemos ter a mente de Cristo. Porque você acha que todos os profetas antigos foram mortos e apedrejados? Posso dizer que não foi por causa de uma mensagem edificante. Contudo, aqueles que possuem uma mente carnal dirão que seu discernimento está errado. 

Até que saibamos que algo é ou não do Espirito, não devemos falar ou julgar. Mas, uma vez que você tem a revelação do Espirito com relação a alguém ou sobre algo, então você não pode ignorar.  Esta é a Verdade, e a Verdade é a Verdade. Os justos são ousados como os leões! Devemos amar, sim, mas nunca deixar ou esquecer-se de pregar a Verdade. Muitas pessoas na igreja têm o espírito do mundo nelas. Maior é o mundo neles que Cristo- infelizmente.  Quando você não está em retidão com Ele, você está em pecado. É melhor você "não julgar" qualquer coisa ou alguém, porque se não você será como os hipócritas. Mas uma vez que você está voltado para dentro da justiça de Deus, você deve julgar, testar e comparar as coisas pela luz de Sua Palavra e Seu Espírito. Nós somos ordenados a julgar. 

Você não sabia que cada um de nós está sempre julgando algo o tempo todo? Por ex: Quando vamos à loja, vamos à seção de frutas e “julgamos” / discernimos os frutos- Bom ou ruim? Discirna as coisas ao seu redor. Julgue as coisas. Teste as coisas. Aquele que é espiritual julga TODAS as coisas. "Posso comer isso?" “Posso comer aquilo?” Não! Você não deveria. Então, é isso, eu acabei de julgar o que você está comendo. Isso é Deus? Sim! Isso não é Deus? Sim. Os profetas em retidão - com maturidade espiritual - julgarão o que é erro e o que é puro. Nós não estamos aqui para julgar as pessoas, pois este é um trabalho para o juiz final- Jesus Cristo. Isso será para o fim desta era, mas nós ainda temos um trabalho para proteger, inspecionar e discernir todo e qualquer assunto espiritual.

Jesus discerniu e julgou a questão com a mulher apanhada em adultério, e também julgou as pessoas que a estavam julgando. Ele discerniu (“julgou”) todos eles. Eles foram condenados em suas próprias consciências e por isso não puderam atirar nenhuma pedra. Todos eles a julgaram, mas nenhum deles a condenou. Nenhum deles! O julgamento final não foi feito pelas pessoas religiosas nem por Jesus. “Vá e não peques mais.” Entenda, nós devemos usar as palavras com o que realmente elas representam e significam. Muitas palavras foram mudadas, foi Jesus quem disse que nós não devemos condenar. Na verdade, nós não podemos condenar as pessoas, se não nós também seremos condenados.  Uau! Isso faz muito mais sentido. Quem é o autor da Bíblia? O King James ou o Espírito Santo?

Alguns membros do clube “não julguem” o impedirão de usar o dom do discernimento e da obediência. A palavra de Deus diz: “Julgue todas as coisas, todas as questões”. Muitos jogam pedras quando nós pronunciamos um discernimento que está correto. Jesus Cristo tinha um perfeito discernimento, Ele sabia quem tinha demônio e quem não tinha. Que discernimento! E por que nós não podemos discernir da mesma maneira? Bem, nós podemos, devemos e nós vamos aprender. Mas nunca tenha o julgamento final sobre qualquer homem, esse é o trabalho de Deus. Julgamento errado é o julgamento feito na carne. O julgamento espiritual é feito pelo Espírito. O que quer que você ouça hoje, você deve julgar. Você não condena a alma que está enganando e sendo enganada, mas você julga o que eles estão dizendo. Você tem que julgar. Você tem que testar os espíritos.

De um lado, um povo legalista e cheio de auto-justiça que julga tudo e todos no espírito de condenação. Do outro lado, um povo liberal, julgando nada e ninguém. Em tudo isso, vemos que Jesus Cristo fica bem no meio. O Julgamento equilibrado é aquele feito pelo Espírito, pois você pode discernir quem se arrependeu e quem não se arrependeu. Para alguém que tem o dom do Espírito Santo é fácil ver. Um dos dons do Espírito é o dom de discernimento de espíritos. Mas todo mundo tem? NÃO!

Aqueles que disserem: "Isso é certo ou não é assim", não diga: "Não julgue, irmão", pois eles estão fazendo um favor a você o apontando para o caminho da justiça. Algumas pessoas defendem outros quando na verdade estão acreditando em uma mentira. Isso é orgulho! Estes são os “autoproclamados vigias na torre de vigia”, mas os vigias na muralha são designados por Deus. Os precursores sempre levaram as primeiras pedras. Quando você nunca da ouvidos a um verdadeiro profeta, você certamente está ouvindo um falso. A mensagem / evangelho está sendo diluída e muitos estão crendo nela. Nos últimos dias, haverá muita procura por pregadores de mensagens publicitárias.

Não transforme a mentira em verdade. Julgue essas mensagens como elas são de fato, mentiras. Você pode ver tudo? Não, nem todos podem. Mas estão aqui aqueles que podem te ajudar a julgar e discernir corretamente. Aprenda do Espírito! O carnal é mundano, por isso devemos ter uma mente de Cristo. Pregue a cruz e a multidão irá embora - João 6:66. Julgue pelo Espírito e eles vão apedrejar você. Ou eles vão se reagrupar e ir até você de novo e de novo, eles imputarão sobre você um julgamento legalista e religioso. Deixe as pedras virem até você. Julgue, julgue, julgue, SIM! Fique de guarda, esteja ciente e tenha cuidado. Vigie! Fique de alerta! Mantenha seus olhos abertos. Cuide-se! Fique atento. Discirna o assunto. Fique em retidão. Julgue, julgue, julgue. Mas, não faça isso pela carne, por um coração e um espírito errado, mas em retidão. Esteja ciente e atento em todos os momentos.

Por | Shane W. Roessiger

Palavra: I Coríntios 2, João 8, 7:33-50

Assista ao Vídeo: https://youtu.be/Bfi-huA2iLs?t=5384









Comments (0)


Add a Comment





Allowed tags: <b><i><br>Add a new comment:


.485.